O Mal dos Jogos Online

A indústria dos Games vem crescendo de forma revolucionária e não é mais novidade...

O Barato que sai caro...

Jogos com foco na jogatina online estão cada vez mais presentes no mercado (como Fortnite, Paladins, Overwatch, etc), e alguns (até com campanha inclusive, mas) que somente funcionam se você possuir acesso a Internet em seu console (como The Crew 2, The Division, Plantas vs Zombies Garden Warfare 2, Need For Speed 2015, etc) e isso claro, graças a aceitação do público em relação ao que é proposto. Terrível se avaliado de uma perspectiva em que perder o acesso à Internet significa não haver meios de se Jogar.


Declínio, subestimável Declínio...

De forma inegável jogos que sempre tiveram ótimas campanhas single-player estão perdendo qualidade ao tentar "inovar com modo online" (Fallout 76), ou ainda estão dando atenção à outros aspectos e perdendo recursos importantes como áudio em português do Brasil (Battlefield V), produtoras aparentemente despreparadas/desnorteadas trazendo o online em servidores ruins ou até mesmo sem campanha (Call of Duty Black Ops 4), com muitos bugs e se esquecendo do principal: o público raíz, que procura por uma boa e longínqua campanha.


Você apoiando uma parceria sem fim...

Num futuro não muito distante não seria estranho a Net, Oi ou Vivo nos oferecendo seus serviços com Combos em que incluíssem serviços da Sony, Nintendo ou Microsoft como "brinde". Já pensou? Um depender do outro seria o verdadeiro significado de des-serviço, visto que quem perde com regras é sempre o consumidor.



Algumas pessoas infelizmente ainda não perceberam a sacada e até consideram loucura. Mas os prejuízos ao se investir em Jogos Online são absurdamente alastrantes e se faz necessário cessar enquanto há tempo.

Isso somente pode ser feito em comunidade. Com o apoio de todos.

Sempre Online. Para Sempre Online.

Empresas grandes como a Microsoft apoiam serviços inteiramente online e isso assusta a comunidade gamer. A idéia inicial da Microsoft, com o Xbox One (em 2013) era de que o Xbox One funcionasse apenas online. Falharam com a proposta e perderam inúmeras vendas no início da nova geração de consoles, pois como de costume: o público não aceitou e deu o troco na medida, deixando o Playstation 4 à frente em vendas. Atualmente a Microsoft trata o assunto "Sempre Online"como uma forma opcional de Jogar, pretende trazer consoles com custo menor, voltados para uso online brevemente. Do lado da Sony há uma postura mais conservadora, segundo Warwick Light (vice-presidente e diretor geral da Sony) os jogos mais preferidos entre os jogadores de PS4 são os jogos com campanha single-player. Um contraste gigantesco. Com certeza uma destas duas grandes empresas está navegando contra a maré. Cabe somente à nós decidirmos o melhor caminho a seguir. O mais divertido, o melhor controlado, o menos dependente.



Você está fazendo a sua parte?

Considerando que você esteja preocupado com o futuro dos games na atual geração. O que você faria hoje para ajudar na mudança do quadro atual e trazermos novamente games bons e com foco em Single Player para a geração atual de games? Deixar de adquirir/Jogar os Jogos com foco online? Enviar e-mail às produtoras destes respectivos jogos enfatizando sua opinião à respeito?

Opinar bastante na Internet, em redes sociais em que as produtoras, fabricantes, empresas atuam com publicidade?


Deixe seu comentário.

E compartilhe!

183 visualizações

Posts recentes

Ver tudo